segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Sobre João de deus da Luxuria. - Jorge Eduardo Garcia




João da Luxuria navega na zona nebulosa entre o espiritismo e o cristianismo...o que faz dele um ser sombrio em meio a esse Mundo Tenebroso


“ Religião (do latim religio, -onis) é um conjunto de sistemas culturais e de crenças, além de visões de mundo, que estabelece os símbolos que relacionam a humanidade com a espiritualidade e seus próprios valores morais. Muitas religiões têm narrativas, símbolos, tradições e histórias sagradas que se destinam a dar sentido à vida ou explicar a sua origem e do universo. As religiões tendem a derivar a moralidade, a ética, as leis religiosas ou um estilo de vida preferido de suas ideias sobre o cosmos e a natureza humana.”
 “ O líder religioso tem a função de preservar e de repassar os ensinamentos religiosos, ele é considerado o guardião, aquele que é responsável em transmitir a palavra sagrada que deve ser preservada e repetida, sem traí-la nas suas originalidades. Assim, “o grupo é capaz, de repetir a tradição recebida do líder e transmiti-la de geração a geração”. (PASSOS, 2006, p. 54).”
João da Luxuria não é “ Líder da Umbanda, do Candomblé, do Espiritismos, pois  ele não exerce a “ a função de chefe do terreiro, o responsável pelo culto religioso, pela administração do grupo e o zelo pela manutenção da ordem do terreiro, nem tão pouco transmiti as suas crenças, nada ensina para que elas – as crenças- passem de geração a geração”.
João da Luxuria , apesar de se dizer católico, não anuncia o Evangelho das Boas Novas, os ensinamentos  do Caminho traçado por Jesus de Nazaré, O Cristo do Deus Vivo, como o catolicismo romano, o ortodoxo, o protestantismo.
Não me consta que esse facínora seja um Líder Religioso na acepção da expressão, pois qual a RELIGIÃO que se professa na Casa Inácio de Loiola?
Nenhuma.
João da Luxuria usa dos chamados “ "fenômenos mediúnicos", causados por inteligências incorpóreas ou imateriais, os espíritos, para realizar o que chama de “ cirurgia espiritual”, ou “cura espiritual’ , que segundo o estudioso Bruno Lazaretti :
“ São procedimentos que visam curar o espírito e, indiretamente, o corpo. Os espíritas acreditam que o corpo físico está associado ao perispírito – espécie de aura formada por elementos químicos desconhecidos que só existem no plano espiritual. As doenças seriam reflexos de alterações perispirituais, causadas por desequilíbrios morais. Ou seja, para curá-las, cura-se o perispírito. Para tanto, um médium encarna o espírito de um médico e assume o tratamento.”
Contudo o mesmo estudioso alerta que: “ Como a doutrina espírita não tem práticas homologadas e reguladas, as técnicas cirúrgicas variam de acordo com o médium e o centro espírita. Alguns nem tocam o paciente, outros usam cristais e há ainda os que fazem incisões com aparelhos cirúrgicos”, ou seja, o Espiritismo como “ uma doutrina” não da embasamento a essas operações espirituais.
E mais, João da Luxuria usa de aparelhos cirúrgicos e facas.
O estudioso Bruno Lazaretti alerta:
“Aos olhos da lei brasileira, cirurgia espiritual pode dar cadeia. O Código Penal Brasileiro pode enquadrar adeptos da cirurgia espiritual. O artigo 282 condena a prática ilegal de medicina e o 283 condena anúncios de cura por “método secreto ou infalível”. O 284 prevê condenação por curandeirismo, “usando gestos, palavras ou qualquer outro meio”, e “fazendo diagnósticos”. Na prática, as acusações contra espíritas são raras e as condenações, mais ainda.”
Ora, pelo que se vê João da Luxuria não passa de um CURANDEIRO , um feiticeiro, um benzedeiro, pois é um “ indivíduo que, supostamente, cura doenças com rezas, benzimentos ou feitiçarias” e o pior “sem curso de habilitação em medicina”.
o estudioso Bruno Lazaretti alerta que :
“ Dificilmente você encontrará um médium que confesse realizar cirurgias com bisturi. Mas isso acontece, sim. O processo é igual ao da cirurgia por toque, mas entram em cena vários aparelhos cirúrgicos, sem anestesia! Há desde incisões rápidas para remover tumores até raspagem de córnea para curar catarata”.
Não é o caso de João da Luxuria já que em todas as reportagens televisadas o vemos usar de bisturi nas ‘cirurgias espirituais’.
Enfim, bem antes desse escândalo sexual João da Luxuria já estava a margem da Lei por seus métodos de cura, mas as autoridades por causa ou em nome da fé ( qual fé) de milhares de iludidos nada faziam contra ele.
POR ISSO João da Luxuria já deveria estra preso, ou impossibilitado de praticar o que faz, há 40 anos ( tempo que ele e seu advogado afirmam que o deus da Luxuria faz o bem), portanto não precisava desse escândalo sexual para ser considerado a margem da Lei.
Como seguidor do Caminho de Jesus eu afirmo que a Fé cura , pois está escrito em Mateus 10: 1 e 8 as seguintes palavras do Divino Mestre:
E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.
Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.
Além do que Pedro nos ensina em 1 Pedro 2: 24 falando sobre o Divino Mestre:
Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.

Todo vigarista é inteligente senão não enganaria tantos, e João da Luxuria é muito, por causa desses ensimamentos bíblicos ele afirma:
“Não sou eu quem curo as doenças nas cirurgias que as entidades fazem, mas Deus. Sou um instrumento Dele”.

Contudo, a bem da verdade,  as curas realizadas na Casa Inácio de Loiola se devem a Fé que as pessoas trazem dentro de si, pois está escrito no Salmos 30:2

Senhor meu Deus, a ti clamei por socorro,
e tu me curaste.

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Meu partido sempre foi o Brasil.- Jorge Eduardo Garcia

Meu partido sempre foi o Brasil.
Em 1965 votei em Francisco Negrão de Lima, o candidato de JK, que tinha como vice o deputado Rubens Berardo Carneiro da Cunha, amicíssimo tanto da família de meu pai quanto de minha mãe, para respectivamente governador e vice-governador o estado da Guanabara entre 1965 e 1971 e essa foi a minha primeira participação efetiva nas eleições brasileiras.
E esse foi um voto contra o establishment, contra o grupo sociopolítico que exercia então sua autoridade, os militares, pois eu era Juscelinista convicto e ainda o sou.
Nacionalismo Desenvolvimentista estilo JK foi e ainda é o meu ideário.
O tempo passa, o tempo voa e...em 2018 concorreram a Presidência do Brasil no Primeiro Turno em ordem alfabética:
1- Álvaro Dias (Podemos), um candidato suicida de centro , mas que reeleito senador em 2014 ainda tem mandado;
2- Cabo Daciolo (Patriota), religioso;
3- Ciro Gomes (PDT), centro-esquerda. Sem dúvida nenhuma um político de centro-esquerda muito confiável;
4- Fernando Haddad (PT), candidato ungido por Lula, portanto candidato do lulopetismo com variantes da esquerda, candidato dos padres da Igreja Católica, da CNBB- Conferência Nacional dos Bispos do Brasil- da Intelectualidade de esquerda, e da Grande Mídia;
5- Geraldo Alckmin (PSDB), nem esquerda, nem direita, nem centro, um candidato híbrido, uma mistura de tudo que resulta em nada;
6- Guilherme Boulos (PSOL), esquerda apelativa;
7- Henrique Meirelles (MDB), nem esquerda, nem direita, nem centro, um candidato de ocasião;
8- Jair Bolsonaro (PSL), encarnação dos contrários ao lulismo, ao PT e as esquerdas;
9- João Amoêdo (Novo), um candidato milionário sem nenhuma relevância ;
10- João Goulart Filho (PPL), um candidato saudosista;
11- José Maria Eymael (PSDC), nem esquerda, nem direita, nem centro, um candidato de ocasião;
12- Marina Silva (Rede), uma candidatura sem cheiro, nem cor, um nada em termos de candidatura;
13- Vera Lúcia (PSTU), uma candidata autentica que deve ser muito respeitada por ser e afirmar sua postura de esquerda radical.
Passaram para o Segundo Turno em ordem alfabética:
a- Fernando Haddad (PT), um professor universitário de convicções marxistas, representante pessoal de Luis Inácio Lula da Silva, com isso não podemos afirmar que essa candidatura é da ‘esquerda pura’, da ‘esquerda purista’.
É uma candidatura que usa as esquerdas no Brasil, a CNBB/Igreja Católica, a Mídia, parte da Intelectualidade Tupiniquim e Internacional, e os menos esclarecidos principalmente na Região Nordeste.
Recebeu no primeiro Turno 31.342.005 /29,28% dos válidos.
O que representa menos do que o coeficiente petista da História para o Primeiro Turno como exposto abaixo.
Os presidentes petistas se elegerem graças as coligações partidárias e em Segundo Turno, mesmo Lula da Silva.
Veremos:
Em 2002: Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tendo como vice o industrial mineiro José Alencar (PL)- Lula Presidente - PT, PL, PCdoB, PPS, PDT, PTB, PSB, PGT, PSC, PTC, PV, PMN, PHS, PCB, CNBB:
1- no Primeiro Turno:46 662 365/ 48,61% dos votos validos;
2- no Segundo Turno: 58 295 042/60,83% votos validos.
Em 2006: Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tendo como vice o industrial José Alencar (PL) - A Força do Povo -PT, PRB, PCdoB, PRTB, PL, PSB, CNBB:
1- no Primeiro Turno: 46 662 365 / 48,61% dos votos validos;
2- no Segundo Turno: 58 295 042/60,83% dos votos validos.
Em 2010: Dilma Vana Rousseff (PT) tendo como vice o deputado Michel Temer (PMDB - Para o Brasil seguir mudando - PT, PMDB, PDT, PCdoB, PSB, PR, PRB, PSC, PTC, PTN, CNBB :
1- no Primeiro Turno: 47 651 434/ 46,91% dos votos validos;
2- no Segundo Turno: 55 752 529 / 56,05% dos votos validos.
Em 2014: Dilma Vana Rousseff (PT) tendo como vice o deputado Michel Temer (PMDB - Com a Força do Povo - PT, PMDB, PSD, PP, PR, PDT, PRB, PROS, PCdoB, CNBB;
1- no Primeiro Turno: 43 267 668 41,59% dos votos validos;
2- no Segundo Turno: 54 501 118 51,64% dos votos validos.
O PT sempre foi forte na Região Norte e principalmente na Região Nordeste.
b- Jair Bolsonaro (PSL), um candidato militar de formação, mas que não representa a volta dos militares ao Poder Central, mas sim a encarnação do descontentamento de todos os brasileiros que são contra o Lulopetismo e a esquerda em suas várias formas, em suas variantes.
Recebeu no Primeiro Turno: 49.276.990 /46,03% dos votos válidos.
Em resumo:
1- Um candidato Lulopetista, e um candidato contrário ao Lulopetismo
Que motivou:
I- Uma radicalização promovida por Lula da Silva ao afirmar que existe “ nós e eles” dividindo assim o Povo Brasileiro- ver https://youtu.be/VHthskOkscA;
II- Uma radicalização nunca antes vista nesse País.
III- Uma radicalização fomentada pela Grande Mídia para intimidar os contrários as teses das esquerdas já que ela- a imprensa- está nas mãos de jornalistas de esquerda, ou coniventes com as ideias da maioria, plantados nos cargos de direção da TVs, do Jornais, e das Revistas.
IV- No Segundo Turno uma radicalização fomentada pela Grande Mídia para implantar medo na Maioria Silenciosa que não vota em Fernando Haddad, com isso os radicais petista e esquerdistas, sempre fieis como membros de uma seita radical, votariam em massa em seu candidato.
E assim...
Hoje, 28 de outubro de 2018, votei pela última vez em minha vida.
Votei em Jair Bolsonaro e João Doria, o BOLSODORIA.
E esse foi um voto contra o atual establishment.
Foi um voto contra o grupo sociopolítico que tomou os Poderes da República de assalto e implantaram um regime corrupto e corruptor desde o primeiro governo FHC em 1995.
Um voto contra um grupo que se comporta de modo desonesto, prejudicando a Nação, e enganando com a maior desfaçatez, com maior cara de pau, de maneira descarada, ao Povo Brasileiro.
Um voto principalmente contra o aldrabão Luis Inácio Lula da Silva, um homem pequeno, um homem trapaceiro, um homem mentiroso, que saqueou os cofres da Nação e quase destruiu a Petrobras, o orgulho nacional, e uma empresa que defendi, e ainda defendo, desde de minha juventude na AMES- Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas do Rio de Janeiro.
Portanto um voto contra o lulopetismo.
Sim, exatamente contra um PT que não se emenda e continua dando voz a seu líder maior hoje na cadeia em Curitiba.
Estou com Pedro Paulo Soares Pereira , mais conhecido como Mano Brown, que apesar de petista de carteirinha reclamou da postura do PT e foi vaiado pela corja submissa ou simplesmente interesseira.
Todavia, eu não sou da grei deles, nada tenho que falar mais sobre esse assunto.
Mas, posso afirmar que o PT no governo não deu conta do recado e por isso é hora de fazê-lo amargar a oposição no Brasil.
O Bolsa-Família deveria se chamar Bolsa- Esmola, não dá nem para comprar o leite das crianças, ou para custear um bom café que segundo as palavras de Lula da Silva é composto de café com leite com pão com manteiga. PASMEM.
Nunca o PT vai abandonar Lula da Silva, nunquinha...
Mas, volto a dizer que não é meu problema, e deles.
Logo votar em Haddad é perpetuar um Estado Corrupto, um governo corruptor, com homens e mulheres que não zelam pelos interesses da Pátria e sim pelos seus próprios reles interesses.
Realizada a apuração, ou seja, finda a apuração realizada  pelo TSE:
1-     JAIR MESSIAS BOLSONARO – Lema de campanha: BRASIL ACIMA DE TUDO, DEUS ACIMA DE TODOS- sem nenhum tipo de coligação somente o PSL - Partido Social Liberal – finda a apuração realizada  pelo TSE recebeu em Segundo Turno 57.7967.847 /55,13% dos votos válidos sendo assim eleito Presidente da República Federativa do Brasil.                                                     
                                             Fonte: Jornal O Estado de São Paulo
É obvio que os votantes em outros candidatos migraram para essa candidatura, mas sem a menor dúvida em menor número.

2-     FERNANDO HADDAD - COLIGAÇÃO: O Povo Feliz de Novo - PT / PC do B / PROS – finda a apuração realizada  pelo TSE recebeu em Segundo Turno 47.040.906 /44,87% dos votos válidos.
Fonte: Jornal O Estado de São Paulo

Chamo atenção que o PDT - Partido Democrático Trabalhista – hipotecou o chamado “ Apoio Crítico” .
Acontece que o candidato à presidência pelo PDT foi Ciro Gomes, o melhor líder da futura oposição, que recebeu 13.344.366 / 12,47% dos votos válidos, e em sendo assim essa votação muito contribuiu para esse percentual recebido pelo candidato Haddad no Segundo Turno.
Isso sem falar nos votos de outros candidatos derrotados como Guilherme Boulos do PSOL que recebeu em Primeiro Turno 617.122 / 0,58% dos votos válidos, da sempre petista de coração Marina Silva que recebeu 1.069.577/1,00% dos votos válidos, bem como dos Tucanos que jamais votariam em Bolsonaro, inimigo figadal de Geraldo Alckmin e de FHC, que recebeu no Primeiro Turno somente 5.096.349 / 4,76% dos votos válidos.
PORTANTO, esses números de Fernando Haddad é prova provada que sem coligações fortes o Partido dos Trabalhadores – PT- não tem cacife para eleger , repito, sozinho um Presidente da República.
Um raciocínio - Primeiro Turno- simulação com dados do https://especiais.gazetadopovo.com.br/eleicoes/2018/candidatos/presidente/
a-      Fernando Haddad obteve 31.342.005 /29,28% dos votos válidos;
b-     Ciro Gomes obteve 13.344.366 /12,47% dos votos válidos.

Somados 13.344.366  + 31.342.005 =  44.686.371

Lembrando que finda a apuração pelo TSE o candidato lulopetitas teve 47.040.906/44,87 % dos votos validos.

É ou não é o que digo?

Empossado Jair Messias Bolsonaro eu não creio que os tempos serão de calmaria, não sou ingênuo, serão ‘russo brabão’ como se dizia em minha juventude.
Não nego que tenho muita preocupação com o futuro de meus netos, dos netos e filhos dos meus amigos, bem como dos brasileirinhos em geral, mas essa situação faz parte do Legado Maldito de Lula da Silva e seus aliados.
Não podemos fazer nada, a não ser ter muita fé em Deus e nada mais.
Agora é orar, rezar, pedir a Deus por Sua Santa e Boa Misericórdia para o Brasil

Jorge Eduardo Garcia 


quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Aos ministros do Supremo Tribunal Federal: Jorge Eduardo Garcia



Nunca antes na História desse país o STF  sofreu a sanha das multidões.
Os senhores ministros não querem ouvir o clamor das ruas, o brado do povo.
Não se sensibilizam com os apelos dos contrários.
Temos um ex-presidente da República, mito para alguns brasileiros e intelectuais da esquerda mundial, que está preso e é repudiado por alguns outros brasileiros, pelo menos        49.276.990 (46,03% dos válidos), porque adotou a postura de um semideus a ponto de afirmar que “ nem a volta de Jesus me impede de ser presidente em 2018".
Deu no que deu sua mitomania.
Diante das multidões a favor do impeachment da senhora Dilma Rousseff um ministro declarou em alto e bom som que pouco importava essas manifestações, outro a deixou com seus direitos políticos, fato que não adiantou muito, pois  o povo sábio das Alterosas o cassou nessa eleição.
Não ouviram as ruas.
Teimaram em não dar importância aos Movimentos tanto da esquerda quanto da direta contra a Suprema Corte.
A esquerda:
O Deputado Wadih Damous (PT) afirmou que tinha que fechar o STF e “  em vídeo de 13 de abril de 2018, ao se referir sobre a prisão de Lula, que é papel do Supremo "separar o joio do trigo e escolher pelo povo brasileiro" e que deveriam "recriar, fechar o Supremo Tribunal Federal".
No https://youtu.be/mNfBESEBz_8 fica claríssimo seu ataque a ministros, a pessoa de ministros.
31.342.005, ou 29,28% dos votos válidos que o senhor Fernando Haddad recebeu representam os brasileiros que concordam em gênero, número, e grau, com a proposição de fechar o STF feita pelo Deputado Wadih Damous do PT.
Mais, o que importa é que nada foi feito contra Wadih Damous o que certamente desgostou a pelo menos 49.276.990  de brasileiros.
A direita:
Coronel do Exército Carlos Alves" e fez críticas ofensivas, com palavras de baixo calão, à presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, em vídeo que circula nas redes sociais.
Mas, aí a “ sessão da Turma do STF dessa terça virou um ato de desagravo a Rosa Weber. O ministro Celso de Mello, decano do STF, saiu em defesa da colega, após chamar o discurso de "imundo, sórdido e repugnante".
Não concordo de jeito nenhum com ofensas as mulheres em geral, não fui educado assim.
Contudo, O Ministro Celso de Mello, um tatuiense que honrou o Lema de sua cidade “Per ardva svrrexi - Ergui-me entre Dificuldades", continuou não falando para o povo com sua retorica bizantina, perdeu uma grande oportunidade de e para esclarecer o porquê os membros do STF não querem ouvir o clamor das ruas, o brado do povo.
Lamentável.
Os senhores ministros esquecem , e eu não sei porque motivo, da postura dos ex-presidente Lula ,a saber:
‘Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada’, diz Lula a Dilma. “Depois, o ex-presidente revela a Dilma sua estratégia. “Eu tô dizendo aqui pro PT que não tem mais trégua, que não tem que ficar acreditando na luta jurídica, ou seja, nós temos que aproveitar a nossa militância e ir prá rua. Eu vou antecipar minha campanha prá 2018, vou acertar de viajar esse país a partir da semana que vem e quero ver o que vai acontecer. Lamentavelmente vai ser isso. Eu não vou ficar em casa parado.”
E os senhores ministros do STF não fizeram nada.
Nadica de nada.
E o povo anotou e não se conformou.
Pelo menos 49.276.990 brasileiros , sendo que se deve destacar em meio a esses os 1.843.735, 8,74% dos votos válidos recebido pelo Deputado Federal Eduardo Bolsonaro, não se conformam com as atitudes dos membros da Superam Corte.
Enfim...
Qualquer coisa que eu escreva a mais é chover no molhado.
Por isso termino com um apelo respeitoso aos Senhores Ministros:
Cavalheiros:
É hora de repensar posturas para o bem da Nação.
 Jorge Eduardo Garcia
Um brasileiro sim senhor.

domingo, 21 de outubro de 2018

É hora de mudar nossa política externa. Jorge Eduardo Garcia


É hora de mudar nossa política externa.

Há geração de Celso Amorim, de Eliane Cantanhêde, de Gabeira,  de muitos outros como eu, tínhamos a preocupação  que o Brasil tivesse uma política externa independente, por isso defendíamos o Movimento dos Países Não Alinhados (MNA), ou seja, Nações em desenvolvimento tinham como objetivo criar um caminho independente no campo das relações internacionais, não se envolvendo no confronto entre as potências.
Uma nova “ geopolíticas do Brasil” era coisa do Golbery do Couto e Silva, dos militares.
Só que quando o PT assumiu o governo, o Marco Aurélio Garcia, assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais nos governos Lula e Dilma Rousseff, criou uma “ara reunir todos os grupos de esquerda da América Latina e do Caribe”, o então Chanceler Celso Amorim aceitou de bom grato, nomeado junto com Samuel Pinheiro Guimarães Neto, um diplomata notoriamente comunista, secretário-geral  do Ministério das Relações Exteriores, comunistas ou esquerdistas, para os cargos chaves do MRE e embaixadas consolidado assim o ‘sonho’ do Assessor - de Secretário de Relações Internacionais do PT.
Recursos e mais recursos do Tesouro Nacional, via BNDES, foram dados a Venezuela, Cuba, Bolívia, Equador e países africanos, por conta dessa geopolítica da Dupla Garcia&Amorim, e o que é pior  jamais esses países vão nos pagar, enquanto nossa Previdência sofre a amargura da má gestão, a falta de dinheiro.
É hora realmente de se repensar nossa política externa, voltarmos aos princípios do MNA, abandonarmos a ONU e todas as suas organizações,  e consagramos acordos bilaterais com as Nações Amigas.


sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Eleições 2018 - O capitão-deputado e o renunciante a condição de Ser Pensante.


Fui educado para ter o maior respeito pelas mulheres.
Fossem elas novas, de meia-idade, ou velhinhas, tinham que ser tratadas com a maior consideração.
Certo dia em minha casa uma senhora, dessas cariocas metidas a grã-finas, sem o ser, defendendo o Obama e tripudiando sobre o candidato Donald Trump foi descortês com Thereza Christina, e eu imediatamente reagi a situação.
Em um tom de voz alto mandei ela estudar quem era Obama Banana e seu inapto governo.
Para completar que ela e seu companheiro, ambos amantes do sonho americano que Trump defende, deveriam se tocar e demostrar coerência.
Foi um cena insociável.
Mas, até hoje não sei se eles sabem o que é coerência.
Alias, pelos tempos que estamos vivendo vejo que nem todo mundo sabe o que é coerência.
No Dicionário online de Português:
Significado de Coerência - substantivo feminino
Ligação de um conjunto de ideias ou de fatos cujo resultado é lógico.
Característica daquilo que tem lógica e coesão; nexo.
[Gramática] Colocação dos elementos textuais que, embora possuindo significados diferentes, são interligados de modo a fazer com que um texto possua sentido completo, tornando-se claro e compreensível: coerência textual.
Descrição harmônica de ações, fatos ou ideias; conexão.
Comportamento constante; modo de pensar uniforme ou estável.
Etimologia (origem da palavra coerência). Do latim cohaerentia.ae.
Significado de Coerente
adjetivo
Lógico; que contém lógica, coerência; que se apresenta logicamente.
Que mantém suas opiniões e seus princípios; que permanece com os mesmos comportamentos: possui comportamentos coerentes com suas ideias.
Que se consegue aderir de maneira recíproca.
Etimologia (origem da palavra coerente). Do latim cohaerens.entis.

Significado de Coerência - O que é Coerência:
Coerência é a característica daquilo que tem lógica e coesão, quando um conjunto de ideias apresenta nexo e uniformidade.
Para que algo tenha coerência, este objeto precisa apresentar uma sequência que dê um sentido geral e lógico ao receptor, de forma que não haja contradições ou dúvidas acerca do assunto.
A origem da palavra “coerência” está no latim cohaerentia, que significa “conexão” ou “coesão”.
Significado de Coerente - O que é Coerente:
Coerente é alguém ou algo que contém coerência e coesão, ou seja, age e é permeado com lógica e autenticidade.
Ser coerente é ser racional, quando alguém consegue utilizar de uma sequência de informações lógicas para transmitir uma mensagem, evitando contradições ou dúvidas sobre determinado assunto, por exemplo.
O oposto do comportamento coerente é o incoerente, aquele que é marcado pelas incertezas, indecisões, falta de lógica ou que não é sincero ou autêntico.
Em inglês, a palavra coerente pode ser traduzida como consistent ou coherent.
Etimologicamente, coerente se originou na língua portuguesa a partir do termo latino cohaerens, que significa “que está ligado a”.

Eu busco ser coerente, portanto, ser:
Consistente, harmonioso, ligado, lógico, racional, compreensível, razoável, adequado, conforme, condizente, capaz, justo, efetivo, equilibrado,
Daí que tenho que ser ligado, adequado, condizente, conforme os Valores Morais, Éticos, Sociais, Religiosos, Familiares, sempre baseados na cultura e na tradição Judaico-cristã que a mim foram transmitidos pelos meus pais, meus familiares e mestres.
Assim busco ser consistente.
As vicissitudes da vida me ensinaram a ser racional, compreensível, justo, equilibrado nas minhas ações sem conduto perde a coerência.
Assim busco ser capaz, preparado, habilitado, qualificado, instruído, para enfrentar todos os momentos de minha vida em meio a esse Mundo Tenebroso, mas, repito sem conduto perde a coerência.
Ser honesto, honrado, idôneo, probo, sério, decente, digno, distinto, correto, decoroso, direito, para mim é obrigação moral de toda criatura nesse Mundo de meu Deus, logo não se pode vangloriar por tais obrigações.
Não há vangloria, não há mérito, para aquele que se gabam de seus próprios feitos morais e ético, não há.
Assim, busco ser honesto, honrado, digno e decente.
Hoje o Brasil, local onde Deus me fez nascer, está numa encruzilhada político-social, moral, ética, ou seja, num verdadeiro Choque de Valores.
Temos uma votação de segundo turno para o cargo de presidente da República Federativa do Brasil.
De um lado um capitão-deputado que busca representar os Valores da Sociedade Judaico-cristã, da Civilização Ocidental na qual a Nação Brasileira, o Brasil, está inserida.
De outro um cidadão que abdicou de sua condição de Ser Pensante para se tornar uma marionete, um verdadeiro boneco de ventríloquo, de uma outra criatura que de mito popular passou a ser o inimigo publico número 1 de parte da Sociedade Brasileira.
Essa criatura ventriloquista por causa de sua ambição desmedida, desfaçatez, cinismo, falta de vergonha, com um discurso prá lá de descarado, de ser um ser totalmente sem escrúpulos, está na cadeia para cumprir 12 anos de prisão.
O pior é que o renunciante a sua condição de Ser Pensante se eleito presidente pretende indultar o condenado por corrução e safadeza.
Para mim o ventriloquista não tem perdão, pois patrocinou o saque aos cofres da Petrobras, uma empresa que era um orgulho nacional.
Mas, dia 28 de outubro está ai e ao votar temos que ter em mente a finalidade da ética e da moral, pois ambas são responsáveis por construir as bases que vão guiar a conduta do candidato eleito para o cargo de presidente da República, portanto sua forma de agir e de se comportar no governo advém desses valores individuais que agora os postulantes apresentam.
Essa é uma realidade inexorável, que não se pode refutar de maneira alguma.
O Povo Brasileiro tem que escolher entre o capitão-deputado e o renunciante a condição de Ser Pensante.
Muitos ainda não sabem o que fazer.
Eu já decidi - apesar meu voto ser facultativo - por uma questão de coerência de vida, vou votar no capitão-deputado.
E tenho dito.
Jorge Eduardo Garcia.



sábado, 13 de outubro de 2018

Frederic Zoghaib Kachar e o Legado do Dr. Roberto Marinho,.

PERGUNTAR NÃO OFENDE:
Quem é Frederic Zoghaib Kachar de onde veio, para onde vai, qual seu viés politico, qual seu comprometimento com o Legado do Dr. Roberto Marinho ???

Afinal esse jovem senhor ocupa um dos cargos mais importantes no e do Brasil, é diretor-geral de O Globo .

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Eles nem sabem o que é fascismo. Jorge Eduardo Garcia



Partito Nazionale Fascista (PNF) nascido em 1921 da transformação do movimento italiano Fasci Italiani di Combattimento, esse um movimento revolucionário que nasceu para “enfrentar dois perigos: o da direita e o destrutivo da esquerda”, portanto o que hoje poderíamos chamar de a "terceira via".
O Fasci Italiani di Combattimento teve como sua primeira tarefa numa Itália destruída pela I Guerra Mundial foi “parar a atividade bolchevique, dos comunistas”, que estava desestabilizando dia a dia, mais e mais, a jovem Nação Italiana, nascida em 17 de março de 1861, quando Vittorio Emanuele II, Rei da Sardenha da Casa Savoia, assumiu para si e seus sucessores o título de Rei da Itália.
Quando a ascensão do Fascismo a Itália Unificada só tinha 60 anos, um país jovem com grande problemas em meio a um mundo em evolução, que ainda não podia ser chamada de Nação Italiana. 
Em 28 de outubro de 1922 aconteceu a Marcha sobre Roma (em italiano: Marcia su Roma) uma vasta manifestação fascista com cerca de 25.000 Camisas Negras, tem historiador que afirma que foi cerca de 50.000 homens, ( como eram chamados os fascistas por causa da cor de seus uniformes) que teve como resultado a nomeação do Duce Fascista Benito Mussolini como Presidente del Consiglio dei ministri del Regno d'Italia, o Primeiro ministro, depois “Capo del governo primo ministro segretario di Stato".
Muito bem.
No principio Mussolini governou bem a Itália, colocou as finanças em ordem, saiu da Liga das Nações, antiga ONU, e com isso a Itália foi respeitada, “ Sir Winston Churchill, em 1933 , o chamou de "o maior legislador vivo" (especialmente em relação à promulgação do novo Código Penal , aprovado em 1930 pelo Ministro Alfredo Rocco e ainda em vigor) e "um grande homem" novamente em 1940 .
Contudo Mussolini cometeu o erro de se aliar aos nazistas de Adolfo Hitler.
“Nos dias 14 e 15 de junho de 1934, Mussolini e Hitler se reuniram no Veneto, norte da Itália, mas n o dia 6 de setembro, em Bari, Tomou uma posição contra a política externa do Hitler Nacional Socialista e da doutrina racista, proclamando que "trinta séculos de história nos permitem assistir com a misericórdia soberano de algumas doutrinas de além dos Alpes, apoiados por descendentes de pessoas que não conheciam a escrita, com o qual mão para baixo os documentos de sua vida, no tempo em que Roma teve César, Virgílio e Augusto”.”
Vittorio Emanuele III, Rei d’Itália, de formação liberal, que sofria de uma deficiência física, e era por Mussolini chamado a socapa de “ testa di cazzo”, o que foi revelado pelo Conde Ciano em seu Diário, não suportava Il Duce, o aceitava por “ pressão da classe dominante, principalmente a nobreza, e sua vontade de evitar a deterioração da crise interna”, nunca foi consultado sobre a aproximação com Hitler e seus nazistas. 
“Vittorio Emanuele não escondeu suas ideias profundamente anti-alemãs em geral, e antinazistas em particular, ideias que foram fortalecidas durante a visita de Hitler a Roma em maio de 1938. Por outro lado, a hostilidade entre Hitler e Vittorio Emanuele III foi recíproco e em várias ocasiões o ditador da Alemanha e seus colaboradores sugeriram a Mussolini que se livrasse da monarquia”.
“Vittorio Emanuele III, Rei d’Itália, foi contra as leis raciais de Mussolini, bem como contra todo aquele aparato fascista como a introdução da saudação fascista.”
‘ Vittorio Emanuele III, Rei d’Itália, foi contra a guerra, chegou a tentar derrubar Mussolini, mas não conseguiu naquela altura”.
E assim "louco pelo orgulho Mussolini a partir de 1938, em aliança conjunto com a Alemanha, promulgou uma série de decretos que juntos são conhecidos como as leis raciais, que introduziu medidas contra a segregação judeus italiano e sujeitos da Cor Império.”
Foi o fim de Benito Mussolini.
E o FASCISMO passou a ser não mais um regime político e filosófico, mas um regime que adota “ o despotismo, na violência, na censura para suprimir a oposição, caracterizado por um governo antidemocrático ou ditatorial”, passeado na pessoa do Ditador, no caso Il Duce.
Mais os esquerdista esquecem que o Regime Soviético e os regimes de esquerda ( como os de Cuba, Venezuela, e Bolívia) , usam dos mesmos métodos citados no paragrafo anterior para se manterem no Poder.
Fascista é hoje usado como um palavrão para xingar todos aqueles que não concordam com os adeptos do Marxismo-leninismo, o comunismo, a sovietização - sua cultura e economia planificada – e os que fazem uso da palavra na GRANDE MAIORIA nem sabe realmente o que é FASCISMO. 
Confundem o NEOLIBERALISMO, que é uma doutrina econômica,COM FASCISMO
Confundem o CONSERVADORISMO, “um sistema de crenças políticas que se caracteriza pelo respeito as tradições e valores judaico-cristãos, pelo liberalismo econômico, pelo anticomunismo e defesa da cultura ocidental e pela a ideia de Liberdade da Criatura, esse um dos valores principais, sem conduto menospreza a Igualdade e a Fraternidade”, com FASCISMO.
É mais fácil para os que não sabem usar fascista como palavrão.
É mais fácil para aquele que gostam de seguir as ondas gratificantes e utópicas da esquerda, usar fascista como palavrão.
Esses assim procedem porque são os membros da chamada Massa de Manobra, esse “ um grupo de pessoas que são motivadas por uma opinião ou ideologia pré-formada por um grupo político, mídia, ou de outra forma, para fazer passeatas ou movimentos para defenderem a ideologia sob a qual estão influenciadas. É como se fosse um gado que os vaqueiros conduzem para onde querem”, o PT é o partido político no Brasil que mais usa a Massa de Manobra em suas manifestações. 
Eu não sou fascista.
Eu não sou um adepto do “Socialismo Democrático uma orientação política que propõe a criação de uma economia democrática descentralizada a partir de movimentos populares, empreendida por e para cidadãos conscientes de seus direitos políticos”, pois isso leva a bagunça social e política, além do Caos econômico. Uma adepto dessa política é a jornalista Miriam Leitão. 
Democrática?
Sei, não acredito. 
Portanto:
Sou nacionalista até a medula. 
Já publiquei o abaixo:
Defendo um nacionalismo desenvolvimentista que implante um política econômica baseada na meta de crescimento da produção industrial, apoiando assim as empresas nacionais na competição global, cada vez mais acirrada, e de infraestrutura, com participação ativa do Estado, como base da economia e o consequente aumento do consumo.
Para isso defendo um Estado Nacional Forte, Soberano, Laico, oriundo de um novo pacto federativo. 
Para formação desse pacto os estados passariam a ser representados pelas Superintendências Regionais (exemplifico Sudene, Sudam, Sudeco, Sudesul, Sufrana, etc.) e que essas se relacionem, principalmente na área econômica, com o Poder Central em defesa de seus estados membros.
Um Estado Nacional Forte que respeita as liberdades civis, a liberdade religiosa, a liberdade de gênero, os Direitos Adquiridos, a iniciativa privada e a propriedade dos cidadãos e cidadãs. 
Um Judiciarão atuante em relação a defesa da Constituição, por consequência aos Valores Republicanos, da res publica, portanto da defesa do Povo Brasileiro na busca da igualdade, da garantia da inviolabilidade dos direitos individuais (a defesa cidadã) e coletivos e com isso a conquista do verdadeiro estado de bem-estar social.
Um Estado Nacional Forte que dê ao Povo Brasileiro saúde, educação, segurança interna e externa defendendo nossas fronteiras do crime globalizado.
Um Estado Nacional Forte que implante uma política externa não alinhada nem com países cujos governo são da esquerda ou da direita, principalmente na América Latina, e com isso abandone a política paternalista da nova geopolítica política e econômica adotada para região pelo Brasil. 
Um Estado Nacional Forte que rompa com a ONU e passe a realizar Tratados Bilaterais em todos os âmbitos com as Nações amigas. 
Sou um nacionalista que zela pelas Instituições Republicanas fortes, pois só assim poderemos encarar o grande desafio que é voltar, em termos efetivos e modernos, a nos auto definir como uma Grande Nação.
Por isso não admito que esses esquerdinhas cultos ou incultos venham me chamar de fascista. 
Durante os Governos Militares eu trabalhava e não fazia prosopopeia vã, como muitos desses políticos que estão por aí, ou dos legatários de Prestes e Olga Benário que estão se achando por causa dos governos lulopetitas, não mesmo.
Sempre vivi bem. 
Nunca fui preso, nunca.
Sempre defendi a Petrobras, e fiquei revoltado com o saque a seus cofres. 
Mas trabalhava para um Brasil mais justo, melhor para as gerações futuras, de acordo com o ensinamento do maior líder político de minha geração, o Dr. Juscelino Kubitscheck, e com confiança em sua frase histórica, cunhada pelo embaixador e poeta Augusto Frederico Schmidt, aquém conheci pessoalmente:
"Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo está alvorada com fé inquebrantável em seu grande destino".
Assim vivi, e não quero agora ver nos poucos anos que ainda me restam o Brasil ser jogado novamente na safadeza e corrução por homens que se dizem de esquerda, mas que nem idealismo possui, pois só possuem um grande interesse social-pecuniário. . 
E tenho dito.
Jorge Eduardo Garcia