terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Guga Chacra mais um empafiado da GloboNews.

A saber: Guga Chacra, de origem libanesa, ou seja, Gustavo Cerello Chacra (São Paulo, 27 de maio de 1976) é um jornalista, comentarista de política internacional dos telejornais da GloboNews, da Rádio Estadão e do Portal do Estadão em Nova Iorque.
Isso posto vamos ao fato.
Guga Chacra é contra o Trump (mais vive em Noiva York desfrutando do Sonho Americano que o presidente eleito tenta reerguer ou fazer que seja vivenciando pelo maior números de americanos), é visceralmente favorável a Obama ( o pior presidente  americano do após II Grande Guerra, que colocou sua Nação  de joelhos perante os árabes do Estado islâmico, que está tentando reeditar a Guerra Fria em seus últimos momentos na Casa Branca), é  contra tudo que cheire a centro-direita, é contra tudo que seja liberal, manifestando assim seu víeis de esquerda festiva, e é sempre a favor dos seus parentes árabes, estejam eles certos ou errados.
Guga Chacra deveria se mudar para o Líbano com a mulher e filha, mas não vive as benesses do Sonho Americano lá em NY.
Enfim...

Apesar de eu não gostar das opiniões de Guga Chacra considero que o comentarista do Em Pauta, aliás o melhor jornal da programação da GloboNews, o mesmo nocivo, tem que conhecer o que segue: 

UM SEGREDO CUJA A CHAVE É ISRAEL - Miguel Nicolaevsky
Um segredo cuja a chave é ISRAEL. Talvez nos perguntemos o porque tanta violência oriunda do Oriente Médio é não necessariamente é contra Israel, na Síria são tantas as facções que sem se sabe se são todas conhecidas. Existe o exército Livre da Síria, o ISIS, os Curdos, o Exército da Síria, os Turcos, os Americanos, os Russos, em fim, está uma loucura, e parece que o sangue derramado está longe de parar.

Mais ao sul, na Jordânia, o derramamento de sangue não e espalha por causa do braço forte da família Hussein que pode falhar a qualquer momento, sendo que eles representam menos de 2% da população que é de maioria palestina, cerca de 70% segundo os último Censos.

No Yemên nao é diferente, o sangue continua sendo derramado pelas ruas, alguns recebem dinheiro do Irã, outros da Arábia Saudita, outros do Al-Qaida e a lista também é grande.

No Líbano a situação também é um tanto delicada, o governo sempre está por um fio e sob a constante ameaça do Hezbollah, um grupo terrorista que está sempre buscando incomodar o Estado de Israel que quando se sente realmente ameaçado não perde tempo, devasta tudo pela frente.

Além de todos estes governos, o que dizer do Iraque que já está dividido a tempo? O governo daquele país controla menos da metade do território, a outra parte é disputada pelo Estado Islâmico e outra pelos Curdos.

No Egito, aparentemente a situação é um pouco melhor, mas quem não se lembra do derramamento de sangue pelas ruas, do governo da Irmandade Muçulmana e sua chacina, e do contra-golpe militar que está regendo esta nação fragmentada com braço de ferro? Tudo isso sem levarmos em conta que os mais tiranos governantes da região foram arrancados a força do comando de suas nações. Kadafi, Mubarak e Sadam. A pergunta que me faço é a seguinte, qual seria o motivo de tanta violência e fragilidade nestes países, o que há de comum entre eles? A minha conclusão é de que a resposta está na ponta da Lingua, ISRAEL.

Não creio que o motivo está relacionado da nada que o Estado de Israel faça contra estes países, afinal de contas, esta pequena nação fundada entre os gigantes árabes não têm fisicamente falando como realmente vencer as nações árabes, e talvez seja exatamente por isso é que estes países estão sendo sacudidos desta forma, para tentarmos compreender isso, vejamos o que as escrituras sagradas nos revelam sobre outras situações que o Povo de Israel passou diante de seus inimigos e da ameaça de extermínio:

Depois disso, os moabitas e os amonitas, acompanhados dos maonitas, fizeram guerra a Josafá.
Vieram informar o rei: “Uma multidão enorme, vinda do outro lado do mar Morto, avança contra ti. Ei-los já em Asasontamar, isto é, Engadi.
Perturbado, Josafá se dispôs a recorrer ao Senhor e promulgou um jejum para todo o Judá.
A população de Judá reuniu-se para invocar o Senhor; de todas as cidades de Judá eles acorreram para invocar o Senhor.

2 Crônicas 20:1-4

No dia seguinte, de manhã, puseram-se a caminho para o deserto de Tecua. Josafá estava presente na partida deles, para lhes dizer: “Escutai-me homens de Judá e de Jerusalém, Ponde vossa confiança no Senhor e estareis seguros; crede no seus profetas, e tudo vos correrá bem.”
Em seguida, depois de se ter entendido com o povo, ele designou os cantores que, revestidos de ornamentos sagrados, haveriam de marchar à frente do exército, cantando: “Louvai o Senhor, pois sua misericórdia é eterna!”
No momento em que era entoado este cântico de louvor, o Senhor fez cair numa emboscada os amonitas, os moabitas e os habitantes da montanha de Seir que tinham vindo atacar Judá. Foram destruídos.
Os amonitas e os moabitas atiraram-se então sobre os povos das montanhas de Seir para um massacre de exterminação e, isto feito puseram-se a matar uns aos outros.

2 Crônicas 20:20-23



É impressionante vermos aqui que o próprio Adonai foi quem interviu na situação de ameaça que o Povo de Israel estava enfrentando, e estamos falando de um período que nenhum profecia importante esta prestes a acontecer, era necessário o arrependimento e a renovação de uma vida espiritual do Povo de Israel, no exemplo a seguir era um tempo em que o povo estava pecando pedindo ao Senhor um rei, o que era do desagrado de Adonai, mesmo assim, veja como ELE interviu a favor de seu povo:

Ouvindo, pois, os filisteus que os filhos de Israel estavam congregados em Mizpá, subiram os maiorais dos filisteus contra Israel; o que ouvindo os filhos de Israel, temeram por causa dos filisteus.
Por isso disseram os filhos de Israel a Samuel: Não cesses de clamar ao Senhor nosso Deus por nós, para que nos livre da mão dos filisteus.
Então tomou Samuel um cordeiro de mama, e sacrificou-o inteiro em holocausto ao Senhor; e clamou Samuel ao Senhor por Israel, e o Senhor lhe deu ouvidos.
E sucedeu que, estando Samuel sacrificando o holocausto, os filisteus chegaram à peleja contra Israel; e trovejou o Senhor aquele dia com grande estrondo sobre os filisteus, e os confundiu de tal modo que foram derrotados diante dos filhos de Israel.

1 Samuel 7:7-10

Veja a seguir a profecia do Profeta Isaías sobre o que aconteceria com Israel após o retorno do longo cativeiro que passaria, e como ELE, Adonai, trataria os inimigos que se levantassem contra a menina dos seus ohos:

Porém tu, ó Israel, servo meu, tu Jacó, a quem elegi descendência de Abraão, meu amigo;
Tu a quem tomei desde os fins da terra, e te chamei dentre os seus mais excelentes, e te disse: Tu és o meu servo, a ti escolhi e nunca te rejeitei.
Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.
Eis que, envergonhados e confundidos serão todos os que se indignaram contra ti; tornar-se-ão em nada, e os que contenderem contigo, perecerão.
Buscá-los-ás, porém não os acharás; os que pelejarem contigo, tornar-se-ão em nada, e como coisa que não é nada, os que guerrearem contigo.
Porque eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo.

Isaías 41:8-13


Veja agora o que declarou o Profeta Jeremias:

Mas o Senhor está comigo como um valente terrível; por isso tropeçarão os meus perseguidores, e não prevalecerão; ficarão muito confundidos; porque não se houveram prudentemente, terão uma confusão perpétua que nunca será esquecida.

Jeremias 20:11

O mais interessante ainda é a passagem a seguir, o governante de Israel era Acabe, um rei terrível e desobediente, porém, nem por isso Adonai teria abandonado o seu povo, Israel. Veja que o Profeta Eliseu nos revela o segredo da ação de Adonai em favor do seu povo, após a sua oração até mesmo seu servo pode ver os milhares de milhares que estavam em favor do Povo Escolhido, creio que nestes dias a mesma cena se repete em todas as terras de Israel, e por isso a grande confusão, conforme no caso dos filisteus, moabitas, edomitas e midianitas, todos são confundidos e começam a lutar um contra o outro.

E o rei da Síria fazia guerra a Israel; e consultou com os seus servos, dizendo: Em tal e tal lugar estará o meu acampamento.
Mas o homem de Deus enviou ao rei de Israel, dizendo: Guarda-te de passares por tal lugar; porque os sírios desceram ali.
Por isso o rei de Israel enviou àquele lugar, de que o homem de Deus lhe dissera, e de que o tinha avisado, e se guardou ali, não uma nem duas vezes.
Então se turbou com este incidente o coração do rei da Síria, chamou os seus servos, e lhes disse: Não me fareis saber quem dos nossos é pelo rei de Israel?
E disse um dos servos: Não, ó rei meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que tu falas no teu quarto de dormir.
E ele disse: Vai, e vê onde ele está, para que envie, e mande trazê-lo. E fizeram-lhe saber, dizendo: Eis que está em Dotã.
Então enviou para lá cavalos, e carros, e um grande exército, os quais chegaram de noite, e cercaram a cidade.
E o servo do homem de Deus se levantou muito cedo e saiu, e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então o seu servo lhe disse: Ai, meu senhor! Que faremos?
E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.
E orou Eliseu, e disse: Senhor, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o Senhor abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.

2 Reis 6:8-17

Veja o que o Profeta Isaias nos revela:

Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do Senhor, e a sua justiça que de mim procede, diz o Senhor.

Isaías 54:17

Em resumo, se as nações árabes e qualquer outra nação inimiga de Israel deseja paz, tranquilidade, prosperidade, a única formula é abandonar o ódio cego contra o Povo de Israel, abandonar suas terras que foram prometidas, desde o Rio do Egito ate o Rio Eufrates, abençoar Israel, e somente então serão profundamente abençoados tanto quanto Israel, o Povo de Israel e sua terra são a chave para uma solução verdadeira e contínua no Mundo, em especial no Oriente Médio.