quinta-feira, 10 de novembro de 2016

“ A realidade é com Trump para desespero e faces arrasadas dos jornalistas de esquerda”.

No artigo “Trump fez promessas ao governo de Israel”, escrito por José Roitberg, em 9 de novembro de 2016, e publicado no Menorah Brasil - https://www.menorahnet.com.br, o jornalista judeu afirmou:
“ Ocorre que Hillary já era e a realidade é com Trump para desespero e faces arrasadas dos jornalistas de esquerda em todas as mídias televisivas. Tem noticiário dando a vitória de Trump como se estivesse lendo um obituário”.

O Programa do Jô recebeu Cristina Serra, Sonia Racy, Natuza Nery e Vera Magalhães em mais uma edição do Meninas do Jô e como sempre me deu engulhos.
José Eugênio Soares, mais conhecido como Jô Soares ou simplesmente Jô, que eu tenho ideia de quem seja desde que morava em um apartamento de Classe Média na Avenida Ataulfo de Paiva, no Leblon, no Rio de Janeiro, é um “camarada politicamente correto” que ama de paixão o que há de melhor no Estilo de Vida da Sociedade Americana, “ o American way (em português, 'jeito ou estilo americano') ou American way of life ('estilo americano de vida') expressão aplicada ao estilo de vida dos habitantes dos Estados Unidos da América”.
Contudo o “Eterno Palhaço” (que ganhou notoriedade graças aos programas "Planeta dos Homens", "Viva o Gordo", dá TV Globo, e mais ainda com o talk -show "Jô Soares Onze e Meia" no SBT)  que ficou rico tanto que hoje mora em um luxuoso apartamento do Edifício Muniz de Souza, Av. Higienópolis, 1074 - Higienópolis, São Paulo – SP, ou seja, no bairro mais aristocrático da Paulicéia, tinha que se manifestar mais uma vez POLITICAMENTE CORRETO desdenhado a Donald John Trump, um empresário, investidor e personalidade da mídia norte-americano, um coleguinha do Jô, atual presidente eleito dos Estados Unidos da América.
Ora, Trump é um self-made man, um homem que se elevou pelos seus próprios méritos, bem como Jô Soares, graças a suas palhaçadas, “ se elevou pelos seus próprios méritos”, portanto semelhantes queira o apresentador tupiniquim ou não queira o apresentador tupiniquim.
Além do que Jô Soares gosta de afirmar que seus pais eram ricos, que viveu no Copacabana Palace, o que faz ter uma origem semelhante de Donald Trump um rebento de família rica do Queens, no estado de Nova Iorque.
O desdém de José Eugênio Soares, mais conhecido como Jô Soares ou simplesmente Jô, por Donald J Trump soa tão falso quando nota de 30 reais, mas a massa ignara baba de prazer ao ouvi-lo, o desdém.
Agora volto às “ faces arrasadas dos jornalistas de esquerda em todas as mídias televisivas”.
A senhora Cristina Serra citando a filha que hoje mora na Califórnia, o maior Estado GLBS dos EUA, creio que a mesma que foi a rua em meio ao Movimento Passe Livre, fez eco contra Trump, e mais falou que o Caos que hoje se abate sobre o Iraque por causa do Estado Islâmico é culpa de George W. Bush ( esquecendo cavilosamente do ataque as Torres Gêmeas) e não por causa de Hussein Barack Obama que ordenou que as Tropas Americanas abandonasse peremptoriamente o Pais árabe, tropas essas que mantinham a instabilidade nascente no Iraque. Uma postura sem-noção.
A seguir a senhora Vera Magalhães, que foi convidada para dar pitacos sobre a eleição de Trump, demonstrou que desconhece totalmente os feitos comerciais, e principalmente os bancários, do Presidente-eleito dos EUA, demostrando ser uma “ politicamente correta” ao estilo José Serra. Uma postura sem-noção.
Por isso TUDO é que José Roitberg em eu artigo tem razão:
“ ... a realidade é com Trump para desespero e faces arrasadas dos jornalistas de esquerda em todas as mídias televisivas. Tem noticiário dando a vitória de Trump como se estivesse lendo um obituário”...
E tenho dito.

Jorge Eduardo Garcia.


Em tempo: Ainda bem que o Programa do Jô na Globo vai sair do ar....