terça-feira, 5 de janeiro de 2016

RETROCEDEMOS UM SÉCULO NA SAÚDE E HIGIENE - http://jorgeeduardogarciainfocus.blogspot.com.br/

RETROCEDEMOS UM SÉCULO
Osvaldo Cruz foi Diretor-geral da Saúde Pública (1903), nomeado por José Joaquim Seabra, Ministro da Justiça, e pelo Presidente Rodrigues Alves, coordenou as campanhas de erradicação da febre amarela e da varíola, no Rio de Janeiro. A nomeação foi uma surpresa geral. Organizou os batalhões de "mata-mosquitos", encarregados de eliminar os focos dos insetos transmissores. Convenceu Rodrigues Alves a decretar a vacinação obrigatória, o que provocou a rebelião de populares e da Escola Militar (1904) contra o que consideram uma invasão de suas casas e uma vacinação forçada, o que ficou conhecido como Revolta da Vacina. A cidade era uma das mais sujas do mundo, pois dos boletins sanitários da época se lê que a Saúde Pública em um mês vistoriou 14.772 prédios, extinguiu 2.328 focos de larvas, limpou 2.091 calhas e telhados, 17.744 ralos e 28.200 tinas. Lavou 11.550 caixas automáticas e registos, 3.370 caixas d´água, 173 sarjetas, retirando 6.559 baldes de lixo e dos quintais de casas e terrenos 36 carroças de lixo, gastando 1.901 litros de petróleo (são dados do livro indicado abaixo, de Sales Guerra).
ESTAMOS NO GOVERNO DE RODRIGUES ALVES, 5º PRESIDENTE DO BRASIL, CUJO PERÍODO FOI DE 15 DE NOVEMBRO DE 1902 ATÉ 15 DE NOVEMBRO DE 1906, PORTANTO NO PRIMEIRO QUARTEL DO SECULO XX, DO II MILÊNIO.

OS GOVERNOS LULO-DILMISTAS DO PT TIVERAM INICIO EM 1 DE JANEIRO DE 2003, E ESTÃO ATÉ HOJE, OU SEJA, NO PRIMEIRO QUARTEL DO SECULO XXI, DO III MILÊNIO.
SÓ QUE OS GOVERNOS PETISTAS CONSEGUIRAM RETROCEDER O BRASIL AS MESMAS CONDIÇÕES DE SAÚDE E SANITÁRIAS DE ANTES DO GOVERNO RODRIGUES ALVES NO PRIMEIRO QUARTEL DO SECULO XX, DO II MILÊNIO.

ISSO É UMA VERGONHA.