quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Noé, o filme.- autor da critica: Jorge Eduardo Fontes Garcia.

Noé, o filme.
Esperei com ansiedade o filme Noé no original em inglês, Noah, filme épico estadunidense de 2014, dirigido por Darren Aronofsky, sobre Noé era filho de Lameque, que era filho de Matusalém, que era filho de Enoque, que era filho de Jarede, que era filho de Malalel, que era filho de Cainan ou Quenã, que era filho de Enos, que era filho de Sete, que era filho de Adão que era filho de Deus.

PASSEI RAIVA.

Livro do Apocalipse 22:16-21
Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.
E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.
Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro;
E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.
Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus.
A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém.

 Me lembrei logo desse versículo do Apocalipsese alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro”...ORA, e o que mais eles fizeram foi acrescentar historinhas a Palavra de Deus.
Assim sendo esse filme não pode ser considerado ‘bíblico’ como afirmou seu diretor, Darren Aronofsky, ao jornal The Washington Times, e olha que ele é judeu.
Certamente ele é um judeu que tem restrições a Fé de seus antepassados, ao Deus de Abraão, Isaque e Jacó.
Essa declaração dele esclarece muita coisa: "I was raised culturally Jewish, but there was very little spiritual attendance in temple. It was a cultural thing—celebrating the holidays, knowing where you came from, knowing your history, having respect for what your people have been through."
Detalhe o pai dele se chamava, ou chama, Abraão, Abraham Aronofsky, que não consegui fazer dele espiritualmente judeu.
Mais, continuemos em Gênesis 6:16-20, que o senhor Abraham Aronofsky deveria ter ensinado, lido, explicado, para seu filho, sobre o Criador a Raça Humana e Noé:

Farás na arca uma janela, e de um côvado a acabarás em cima; e a porta da arca porás ao seu lado; far-lhe-ás andares, baixo, segundo e terceiro.
Porque eis que eu trago um dilúvio de águas sobre a terra, para desfazer toda a carne em que há espírito de vida debaixo dos céus; tudo o que há na terra expirará.
Mas contigo estabelecerei a minha aliança; e entrarás na arca, tu e os teus filhos, tua mulher e as mulheres de teus filhos contigo.
E de tudo o que vive, de toda a carne, dois de cada espécie, farás entrar na arca, para os conservar vivos contigo; macho e fêmea serão.
Das aves conforme a sua espécie, e dos animais conforme a sua espécie, de todo o réptil da terra conforme a sua espécie, dois de cada espécie virão a ti, para os conservar em vida.

Destaco: e entrarás na arca, tu e os teus filhos, tua mulher e as mulheres de teus filhos contigo.
Ora, só aqui fica claro que os filhos de Noé - Sem, Cã e Jafé – tinham mulheres, esposas, logo a historinha de Cã, que por si só já é uma figura negativa na Bíblia, em busca de uma mulher chega a ser para lá de profana.
Significado de Profano: adj. Que é estranho à religião ou não está de acordo com os preceitos religiosos. Que desrespeita a santidade de coisas sagradas: ações profanas diante dos preceitos bíblicos.
Versículo 18: E os filhos de Noé, que da arca saíram, foram Sem, Cã e Jafé; e Cã é o pai de Canaã.
Versículo 22: E viu Cão, o pai de Canaã, a nudez do seu pai, e fê-lo saber a ambos seus irmãos no lado de fora.
Devemos nos lembrar que depois de Cã bisbilhotar a tenda de seu pai e ver a nudez de Noé amaldiçoado foi seu filho Canaã, filho de uma mulher salva do Diluvio, pois a Raça Humana por ele – o Diluvio- foi destruída, logo, essa historinha de um Cã taradão, querendo uma mulher custasse o que custasse, entrando na Arca sem uma, é imaginação destrutiva para abalar a Fé dos crentes, má fé Darren Aronofsky, um judeu que deveria conhecer a História de seu povo.
Aliás, o Cã do filme é muito pior do que o Cã da Bíblia.
Aguentei até Tubalcaim, inimigo de Noé que se tornou um clandestino na Arca, cortar o pescoço de um animal e aí foi demais para mim, desliguei a TV.
Além de inserirem o clandestino, mataram um dos animais pertencente a uma DUPLA que o Senhor mandou salvar para dar continuidade a espécie. FOI O FIM.
Segundo consta pelo mundo afora pessoas crentes como eu não gostaram do filme, como veremos:
“ O diretor de Noé irritou muitos na comunidade religiosa ao afirmar que, a sua versão de "Noé" era um "filme bíblico menos bíblico de todos os tempos". Fonte: http://www.washingtontimes.com/news/
“ Apesar do fato de que a equipe de produção tinha assegurado várias vezes que este filme não era um filme bíblico, mas uma livre adaptação do texto original, muitos crentes, em sua maioria protestante, mas também católicos e muçulmanos, ficaram indignados com o lançamento do filme; principalmente pelo estilo semelhante a fantasia heroica”. Fonte: http://www.rfi.fr/culture/
“ O filme foi proibido em Bahrain, Qatar, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Malásia e na Indonésia antes de seu lançamento, pois é visto pelos governos desses países contrários aos ensinamentos do Islã. Um representante da Paramount Pictures confirmou a notícia, dizendo "Os censores do Qatar, Bahrein e Emirados Árabes Unidos confirmaram oficialmente esta semana que o filme não será lançado em seus “países”. Fonte: http://www.reuters.com/
“ O filme também foi reprovado pela Universidade de al-Azhar, no Egito uma vez que viola a lei islâmica e poderia "provocar sentimentos negativos dos crentes”. Fonte: http://www.bbc.com/news/

Portanto, mais uma vez, a Rede Globo de Televisão deu mais uma contribuição negativa para a Sociedade Brasileira, principalmente, para aqueles que não conhecem a Bíblia Sagrada, passando esse filme em Horário Nobre, e o divulgando como se fosse algo extremamente positivo para aqueles que tem Fé no Deus Criador. 

Quem Deus tenha Misericórdia do Estado de Israel, da Terra Santa, com judeus do tipo do diretor e roteirista Darren Aronofsky.

Quem Deus tenha Misericórdia de nós.

Jorge Eduardo Fontes Garcia.
São Paulo 21 de janeiro de 2016.